Vida Saudável

Uma vida saudável começa com incentivo e as dicas certas para fazer o seu dia-a-dia mais simples!


nov/2016 - Glico 2

Proteína de qualidade é a escolha perfeita

Alimentos ricos em proteínas, como carnes de todos os tipos, ovo, leite e derivados, leguminosas e oleaginosas devem estar diariamente em seu cardápio. Isso porque o nutriente, ajuda no processo de reconstrução muscular e mantem pele, ossos, cabelos e tecidos mis saudáveis.¹ ²

De olho no tipo de proteína

O fato é que não é todo alimento rico no nutriente que deve estar constantemente no cardápio, principalmente entre os diabéticos do tipo 2. O que comprova isso é um estudo da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Os pesquisadores chegaram à conclusão de que o consumo de carne vermelha pode aumentar o risco de diabetes tipo 2.²

De acordo com o estudo, as pessoas que começaram a comer mais carne vermelha do que o normal tiveram 50% maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 no decorrer de quatro anos. Na contramão, aqueles que diminuíram o consumo do alimento, reduziram em 14% o risco de desenvolver a doença.²

Sem exageros

E independente de qual seja o alimento rico em proteína, o excesso será prejudicial. Isso porque, quantidades exageradas do nutriente no organismo pode fazer com que essa proteína extra seja convertida em açúcar no corpo (uma bomba para quem já tem diabetes tipo 2).¹

De acordo com a American Diabetes Association, as carnes devem ser sempre aquelas mais magras (patinho e alcatra, por exemplo) e os outros alimentos ricos em proteínas que devemos investir são:³

  • Feijão, ervilha, legumes e lentilhas: que além do nutriente, também apresentam boas quantidades de fibras.
  • Frutos do mar: bacalhau, linguado, arenque, salmão, tilápia, atum e outros.
  • Aves sem pele
  • Ovo

Para não errar

Antes de incluir esses alimentos em seu cardápio, o correto é buscar orientação profissional do seu médico e nutricionista. Eles estarão aptos para indicar o caminho ideal para você desfrutar das proteínas sem medo.